Branding: o que está incluído no meu processo de trabalho

A marca é como uma pessoa. Cada um tem seu caráter, personalidade, jeito de ser.

Seu negócio tem uma missão única com um público alvo específico para ele.

Então, sua marca deveria claramente chamar a atenção desse cliente em potencial numa primeira olhada, como uma amor a primeira vista.

Sua identidade visual deve ser uma em um milhão porque você e sua empresa são únicos.

E isso faz meu trabalho como designer tão bom. Eu amo o desafio de criar uma marca completamente diferente para cliente, levando em consideração seus desejos, característica e objetivos

Eu quero ajudar você a criar uma maravilhosa primeira impressão, junto à sua audiência através de uma linda programação visual coesa e profissional.

branding processo de trabalho.jpg

1 | Reunião inicial

Primeiro a gente vai se conhecer virtualmente. Eu moro em Singapura e você, provavelmente, no Brasil.

Agendaremos uma reunião via Skype ou FaceTime e conversaremos sobre seu projeto, objetivos, público que quer alcançar, entre outros assuntos.

2 | Hora de reservar seu lugar

Uma vez que você faça o depósito inicial, você terá que preencher uma ficha de briefing que é um questionário para você colocar no papel várias informações, objetivos e missão da sua empresa.


Afinal, você é profunda conhecedora do seu negócio e este é o momento de me contar tudo.


3 | Ready, set, go!

Foi dada a largada, agora a diversão é comigo.

Eu vou me dedicar para começar a desenvolver sua marca através do primeiro item do meu processo de criação: o inspirational board, onde determino a sua paleta de cores. Veja alguns exemplos abaixo:

Depois dessa fase inicial é hora de colocar a cabeça para transpirar e o coração para bater forte e desenvolver três conceitos para o cliente bater o martelo no seu favorito.

E por último, mas não menos importante, após a definição da marca, eu desenvolvo o branding board completo e três aplicações à sua escolha.


E aí, ficou com alguma dúvida?
Veja mais opções no nosso portfolio para você se inspirar.

Quer ver o seu negócio com uma identidade visual profissional?
Ou entre em contato comigo diretamente para conversarmos sobre a sua nova fase

10 perguntas sobre Squarespace

Se você anda pesquisando por aí sobre qual seria a melhor plataforma para construir seu website, com certeza já se deparou com o Squarespace nos grupos de Facebook, blogs e comentários em geral.

Squarespace é o queridinho do momento por uma ótima razão: você pode criar um site maravilhoso, clean, moderno sem nem uma gota de código. Além do design limpo, você pode comprar o domínio e a hospedagem no mesmo lugar. O que para a maioria dos ursos é muito mais fácil de controlar.

Eu sei que é uma grande decisão a ser tomada, por isso, resolvi escrever sobre as 10 perguntas que mais recebo por aqui.

Se a sua pergunta não foi respondida, pode me mandar aqui.

perguntas sobre Squarespace

1 | Posso comprar o domínio em outro lugar e usá-lo no Squarespace?

Sim, você pode.

Na verdade vocé pode proceder de três maneiras quanto ao domínio:
- você pode comprar o domínio diretamente no Squarespace
- você pode transferir seu domínio de onde quer que seja para o Squarespace
- você pode manter seu domínio, comprado em outro lugar (godaddy, por exemplo) dentro do Squarespace.

2 | Eu posso ter um domínio “.com.br” no Squarespace?

Não. O Squarespace disponibiliza mais de 20 terminações, mas não o “.com.br”. Dentre elas:
.com
.design
.co
.work
.me
.love
.band e etc.

Mas se você fizer questão do .com.br, terá que fazer o registro fora (no registro.br, por exemplo), fazer um link para seu provedor de domínio e usar dentro do Squarespace sem problemas.

Você pode ver as demais terminações disponíveis aqui.

3 | Se eu trocar meu template no Squarespace eu vou prejudicar meu SEO?

Não. Você pode trocar de template com tranquilidade para deixar seu site novo ou mais modernos ou com mais funcionalidade e seu SEO seguirá ileso. Pode relaxar.

4 | Quanto tempo demora para fazer um site em Squarespace

Bom, não tem uma resposta certa para isso. Eu costumo fazer um site em até 2 semanas. Você pode olhar o processo e os valores que estão disponíveis aqui no site.

Masssssss preciso ter todo o texto e fotos prontos para poder cumprir esse prazo. Depende mais dos meus clientes do que de mim.

5 | O blog vem automaticamente no Squarespace?

Sim. A página de blog esta incluída nas características e na hospedagem do Squarespace. Tudo que você precisa fazer é diagramar seu sidebar (se você quiser um), definir as fontes, categorias e voilá, já pode começar a escrever e publicar.

6 | Posso arquivar meus posts do blog de maneira fácil?

Com certeza. Eu mesma já fiz isso, vc pode clicar na minha sidebar do blog onde diz “leia os posts por categoria” que vai te levar para uma página onde todos os posts estão organizados por assunto. (veja abaixo)

clique em “leia os posts por categoria”

página com as categorias organizadas

Outra maneira de organizar é usar ícones que foi como eu fiz no site da LN Assessoria Pessoal.

icons desenvolvidos para organização do blog da LN Assessoria Pessoal

7 | Posso agendar minhas postagens no blog e nas minhas mídias sociais?

Claro que sim. A plataforma te oferece quatro opções:
- publicar na hora que acabar de escrever
- escrever e agendar a postagem com dia e hora programados
- revisar seu post
- escrever e salvar como draft (rascunho) para quando quiser finalizar o assunto

Você pode publicar automaticamente, agendar (schedule) ou deixar na opção rascunho (draft)

Você inclusive pode marcar, dentro do próprio blog, para postar nas mídias sociais na mesma hora que seu post for publicado. Isso é, uma vez que o post vá ao ar no seu blog, ele automaticamente seria exibido no Facebook, Instagram, Linkedin etc.

8 | Posso ter um site bilingue?

Sim. Você pode ter um site com várias línguas no Squarespace.

9 | O Squarespace é bom para o meu negócio?

A resposta depende de vários fatores e a discussão é meio iPhone/Android nesse sentido.

Mas, as pessoas que mais amam o Squarespace são os donos de pequenos negócios, bloggers, designers, arquitetos, fotógrafos e artistas em geral. Já que o Squarespace foi pensado originalmente para esse grupo.

Os sites ficam limpos, modernos, as fotos/portfolio ganham destaques, o blog é facilmente inserido e tudo isso sem as complicações de código, plugins e problemas de manutenção.

Agora, se você precisa de um ecommerce robusto, capaz de aguentar a sua loja com centenas de produtos e categorias, a melhor opção é, sem dúvidas, o Wordpress.

10 | Quanto custa o Squarespace?

Bom, hoje em dia (abril/2019) custa:

Valor para Websites

Valor para Websites

Valor para Online business

Valor para Online business

Qualquer outra dúvida pode me escrever que eu responderei o quanto antes ou farei um novo post com novas perguntas e respostas.

2 dicas fáceis para você implementar e garantir o sucesso do seu site

Além de deixar as informações organizadas de modo profissional e evitar que seu possível cliente tenha que ficar horas nas suas redes sociais para conseguir informações básicas sobre você e seu negócio, o seu website pode te ajudar de inúmeras maneiras a ganhar tempo (and time is money) e otimizar seu dia a dia.

dicas fáceis para seu site

Conforme já falei aqui algumas vezes, eu trabalho com Squarespace, uma plataforma fácil, dinâmica e que não requer códigos para montar um site.

Você pode ler algumas outras vantagens dessa plataforma aqui.

Bom, só para explicar melhor, o Squarepace trabalha com 'blocos' (ou blocks como eles chamam). Cada block tem uma função diferente que, juntos, montam um site.

Alguns exemplos de blocks:
- de texto, para incluir seu conteúdo escrito,
- de formulário, para você incluir na sua página de contato,
- de imagem, para incluir fotos
- de mídias sociais, para você direcionar seus visitantes para suas páginas do IG, Fb e cia.
- de busca, para você incluir onde quiser, no meu caso fica no blog (acima da minha foto)

Enfim, eu vou montando o quebra-cabeça e incluindo todas as funcionalidades que são necessárias para cada cliente (através desses blocks), seguindo a linha definida no briefing, para alcançar determinado público-alvo. 

Mas hoje vou falar de dois blocks que podem ser usados para vários fins ou te dar boas ideias de funcionalidades extras para seu website.

1 | formulário

O block para formulário não serve apenas para o cliente entrar em contato com você, ele pode servir também para você medir o interesse do seu público em determinado produto que queria lançar no futuro, mas não está muito certa se vale a pena seu investimento de tempo.

Vamos dizer que você esteja pensando em desenvolver um curso online mas está em dúvida de 3 temas diferentes. Podemos incluir, junto a cada tema, um botão com um formulário para uma melhor organização e pesquisa.

Como funciona?

Por exemplo: podemos escrever em uma de suas páginas "em breve cursos online". Logo abaixo colocamos os três temas, cada um com um botão escrito "quero ser notificado".

Cada botão encaminha para uma lista diferente.

Isso é, você não gastará seu tempo montando os três cursos desnecessariamente (caso não haja procura), e irá desenvolver apenas o que for um sucesso completo de notificações. Nesse caso, você ainda terá uma base de clientes (mailing) para mandar sua comunicação direta para seu cliente em potencial sem precisar perder tempo com mídias sociais e pessoas que não se interessam pelo produto que está vendendo.

2 | botões

Botões? Sim, botões. Os botões são os famosos call to action (chamada para ação), que já falei de sua importância anteriormente aqui. 

Eles podem chamar seu cliente para uma determinada ação, fazendo com que você guie seu visitante para onde quiser.

Como funciona?

Exemplos de botões que você pode incluir:
1 | um botão com "entre em contato comigo", com link para sua página de contatos em qualquer lugar do seu site

2 | um botão para encaminhar seu cliente para outra página, exemplos:
- encaminhando para o blog "leia mais sobre esse assunto no nosso blog" 
- encaminhando para o portfolio "visite nosso portfólio",
- encaminhando para uma ação específica: "quero marcar uma entrevista"

3 | para dar download em um arquivo pdf, seja:
- uma tabela de preços com um orçamento mais detalhado,
- uma lista com algum material que possa interessar ao seu público alvo (eu fiz isso para a minha lista com fotos em alta resolução de graça),
- um programa mais detalhado para um curso ou webinar.

Cada botão tem que ser pensado de forma a não deixar seu visitante num beco sem saída tendo que decidir por conta própria qual será seu próximo passo dentro do site ou se vai embora (snif, snif).

Isso é uma dica importante na hora que tiver organizando seu site também. Quando decidir quantas páginas seu website terá e qual o conteúdo de cada página, não esqueça de se perguntar "e agora, para onde meu cliente vai? " para que seu visitante fique bastante tempo dentro do seu site e queira comprar seu produto ou serviço.


Quando for montar seu site, lembre-se que ele não está ali apenas para marcar presença e ficar bonito.


Seu site é um instrumento de venda do seu produto ou serviço, então, botões com chamadas inteligentes, formulários para montagem de mailing list segmentados, textos para guiar seu visitante para onde você achar mais importante para seu negócio, são ferramentas super importantes para o seu sucesso profissional.

Você sabe quem é a sua audiência?

Você sabe quem te segue? Homens, mulheres, faixa etária, onde moram? 

Não seria muito mais fácil pensar em postagens e oferecer produtos e serviços diretamente para o seu público alvo?

qual-a-sua-audiencia_FB.png

É claro que o sonho de todo mundo é ser a Shell, afinal ela vende para q-u-a-l-q-u-e-r  pessoa. Mas, como o mundo não é perfeito, o segredo do sucesso se chama segmentação.

Por exemplo, se a maioria das pessoas que te segue é formada por homens de 18 a 25 anos, seu tom para conversar com eles ou vender seu produto deve mais jovial, rápido, dinâmico.

Se a maioria é formada por mulheres com mais de 40 anos o tom é outro, concorda? Uma pessoa um pouco mais velha já está re-pensando sua carreira, já quer passar mais tempo com sua família, já consome outro tipo de serviço.

Por que ficar bancando a descolada se você é uma dermatologista e sua especialidade é acabar com as rugas e tirar manchas na pele causadas pela idade?

Ou por que usar imagens tradicionais sem nenhuma intervenção gráfica se você vende para jovens?

Se você identifica seu público fica mais fácil pensar em postagens para mídias sociais, ou para textos em seu blog ou até mesmo para anúncios, exposições etc.

Agora você deve estar pensando " mas eu sou personal trainer, posso atender todo mundo". Errado. Você até pode atender todo mundo, mas tem um nicho de mercado que te segue HOJE e é para essas pessoas que você deve focar a sua comunicação.

Mas como sabemos quem nos segue? 

Temos algumas maneiras de monitorar essas informações e esses números, veja a seguir:

1 | Instagram
Se você tem uma página business no Instagram (super recomendo), você tem acesso ao insights da sua conta.

O que é isso?

É uma visão de raio X onde você sabe quantas pessoas viram seus posts, qual a faixa etária dessas pessoas, se são homens ou mulheres, de que região elas estão acessando...enfim, você consegue segmentar um pouco mais o seu marketing.

iphone.png

2 | Facebook
No Facebook também tem uma página de negócios com acesso ao insights. Isso é ótimo porque se você pensa em fazer alguma promoção por lá, pode escolher exatamente sua audiência.

De que adianta gastar dinheiro com uma promoção sem segmentar e as pessoas do Sul receberem  se sua audiência está toda no eixo Rio ou São Paulo como mostram seus números?

ipad.png

3 | Pinterest
No Pinterest tem uma área de analytics que também mostra um apanhado geral da sua conta. Vale a pena analisar esses dados para facilitar sua vida na área de comunicação e também para você não ficar dando murro em ponta de faca.

computador.png

4 | Website
No Squarespace você também tem acesso a muitos números. Afinal, ninguém faz um site só para ficar bonitinho na rede ou marcar lugar.


Website não serve para enfeitar, é uma importante ferramenta de trabalho.


No analytics do seu site você vê:
- o local dos IPs que visitam seu site (para determinar onde está seu público geograficamente),
- da onde eles vieram (link do Facebook? do Pinterest? algum site parceiro?),
- qual a página do seu site mais visitada,
- quais os horários de pico etc.


Enfim, analisando bem todas essas informações, você tem um grande raio X com todas as informações para trabalhar melhor seu público, criar produtos que atendam a sua audiência, divulgar informações que interessem a eles e criar empatia com quem realmente é importante para o seu sucesso.

Dê uma pesquisada nos seus número e defina seu público alvo. Seu negócio agradece.