2 dicas fáceis para você implementar e garantir o sucesso do seu site

Além de deixar as informações organizadas de modo profissional e evitar que seu possível cliente tenha que ficar horas nas suas redes sociais para conseguir informações básicas sobre você e seu negócio, o seu website pode te ajudar de inúmeras maneiras a ganhar tempo (and time is money) e otimizar seu dia a dia.

dicas fáceis para seu site

Conforme já falei aqui algumas vezes, eu trabalho com Squarespace, uma plataforma fácil, dinâmica e que não requer códigos para montar um site.

Você pode ler algumas outras vantagens dessa plataforma aqui.

Bom, só para explicar melhor, o Squarepace trabalha com 'blocos' (ou blocks como eles chamam). Cada block tem uma função diferente que, juntos, montam um site.

Alguns exemplos de blocks:
- de texto, para incluir seu conteúdo escrito,
- de formulário, para você incluir na sua página de contato,
- de imagem, para incluir fotos
- de mídias sociais, para você direcionar seus visitantes para suas páginas do IG, Fb e cia.
- de busca, para você incluir onde quiser, no meu caso fica no blog (acima da minha foto)

Enfim, eu vou montando o quebra-cabeça e incluindo todas as funcionalidades que são necessárias para cada cliente (através desses blocks), seguindo a linha definida no briefing, para alcançar determinado público-alvo. 

Mas hoje vou falar de dois blocks que podem ser usados para vários fins ou te dar boas ideias de funcionalidades extras para seu website.

1 | formulário

O block para formulário não serve apenas para o cliente entrar em contato com você, ele pode servir também para você medir o interesse do seu público em determinado produto que queria lançar no futuro, mas não está muito certa se vale a pena seu investimento de tempo.

Vamos dizer que você esteja pensando em desenvolver um curso online mas está em dúvida de 3 temas diferentes. Podemos incluir, junto a cada tema, um botão com um formulário para uma melhor organização e pesquisa.

Como funciona?

Por exemplo: podemos escrever em uma de suas páginas "em breve cursos online". Logo abaixo colocamos os três temas, cada um com um botão escrito "quero ser notificado".

Cada botão encaminha para uma lista diferente.

Isso é, você não gastará seu tempo montando os três cursos desnecessariamente (caso não haja procura), e irá desenvolver apenas o que for um sucesso completo de notificações. Nesse caso, você ainda terá uma base de clientes (mailing) para mandar sua comunicação direta para seu cliente em potencial sem precisar perder tempo com mídias sociais e pessoas que não se interessam pelo produto que está vendendo.

2 | botões

Botões? Sim, botões. Os botões são os famosos call to action (chamada para ação), que já falei de sua importância anteriormente aqui. 

Eles podem chamar seu cliente para uma determinada ação, fazendo com que você guie seu visitante para onde quiser.

Como funciona?

Exemplos de botões que você pode incluir:
1 | um botão com "entre em contato comigo", com link para sua página de contatos em qualquer lugar do seu site

2 | um botão para encaminhar seu cliente para outra página, exemplos:
- encaminhando para o blog "leia mais sobre esse assunto no nosso blog" 
- encaminhando para o portfolio "visite nosso portfólio",
- encaminhando para uma ação específica: "quero marcar uma entrevista"

3 | para dar download em um arquivo pdf, seja:
- uma tabela de preços com um orçamento mais detalhado,
- uma lista com algum material que possa interessar ao seu público alvo (eu fiz isso para a minha lista com fotos em alta resolução de graça),
- um programa mais detalhado para um curso ou webinar.

Cada botão tem que ser pensado de forma a não deixar seu visitante num beco sem saída tendo que decidir por conta própria qual será seu próximo passo dentro do site ou se vai embora (snif, snif).

Isso é uma dica importante na hora que tiver organizando seu site também. Quando decidir quantas páginas seu website terá e qual o conteúdo de cada página, não esqueça de se perguntar "e agora, para onde meu cliente vai? " para que seu visitante fique bastante tempo dentro do seu site e queira comprar seu produto ou serviço.


Quando for montar seu site, lembre-se que ele não está ali apenas para marcar presença e ficar bonito.


Seu site é um instrumento de venda do seu produto ou serviço, então, botões com chamadas inteligentes, formulários para montagem de mailing list segmentados, textos para guiar seu visitante para onde você achar mais importante para seu negócio, são ferramentas super importantes para o seu sucesso profissional.

O que você precisa em todas as páginas do seu site

Então você está fazendo seu próprio site, ou contratou alguém para desenvolver-lo: ótimo! Você está na fase de organizar e determinar o conteúdo do seu site. Por onde começar? Já escrevi um post sobre isso. Se você está nessa fase, vale a pena ler: o que você precisa para criar um website

Primeiramente você está fazendo o mapa do seu site.  Está separando imagens, contratando fotógrafo e escrevendo seu conteúdo. Mas o que você precisa em todas as páginas do seu site independentemente de qual público deseja atingir, qual produto ou serviço gostaria de vender ou qual categoria pretende atingir?

BLOG.jpg

O que você precisa em todas as páginas do seu site se chama CTA*

* "call to action", sigla em inglês ou
"chamada para ação", em português.


Mas o que é o CTA?

É uma maneira de guiar o visitante do seu site para fazer o que você gostaria que ele fizesse.
Você quer que visitem seu portfolio? CTA
Quer marcar uma reunião? CTA
Quer que leiam determinado post no seu blog? CTA

Sabe quando você está visitando um site e gostaria de contratar um serviço, ou ler mais sobre determinado assunto, ou conhecer um pouco mais de um produto mas tem que ficar perdendo um tempão descobrindo onde cada coisa está no website? Pois é aí que entra seu CTA.


Você nunca deve deixar seu visitante perdido ou sem saber qual é o próximo passo que ele deve seguir.


Vamos supor que você tenha uma empresa de headhunter. Na sua home você apresenta os seus serviços e quer que seu cliente interaja com você marcando uma reunião. No final da página você deveria falar "clique aqui e marque sua entrevista via Skype". Isso é um CTA guiando seu visitante para marcar uma reunião.

Ou você é arquiteta e seu site fala sobre você, sua formação, que estilo gosta de seguir, qual seu diferencial em relação à concorrência etc., no final pode escrever "clique aqui e conheça um pouco mais do meu trabalho através do meu portfolio" CTA para mostrar seu portfolio de trabalhos.

Outro bom exemplo, você é dermatologista e fala da importância no cuidado com a pele hoje em dia, fala também das novas técnicas de rejuvenescimento hoje disponíveis no mercado e no final escreve "quer saber o que melhor se adequa so seu tipo de pele? Me siga nas redes sociais, ou me escreva uma mensagem". CTA para aumentar seus seguidores nas redes sociais ou marcar uma consulta no seu local de trabalho.

exemplo de CTA no meu site convidando para enviar uma mensagem na home

exemplo de CTA na área de valores do meu site incentivando meu visitante a tomar a decisão de começar agora

Como sou uma visitadora de sites nata, já perdi as contas de quantas vezes estou lendo alguma coisa que alguém está oferecendo, fico toda feliz e pronta para comprar o tal produto e....não existe um próximo passo. Não tem onde ir, não tem um botão de contato para eu perguntar alguma coisa. Não tem nada pior para seu negócio .


Não sinta como se tivesse empurrando ou aborrecendo seu cliente. É o seu trabalho guiá-lo pelo seu site e encorajá-lo a tomar as ações que você quer que ele tome. A hora é essa!


Se você pensar que o tempo médio de uma visita no seu site não passa de segundos até seu visitante não encontrar o que está buscando ou não gostar do que vê, perceberá que não pode perder nem uma chance de ganhar esse cliente.

Então, mãos a obra. Dê uma olhada no conteúdo do seu site e tenha certeza de incluir seus CTAs nos lugares certos para garantir o seu sucesso.

Perguntas importantes que você deve fazer para contratar um webdesigner

Você ficou um tempão pensando se deveria ou não fazer um website para seu negócio. Depois que tomou a decisão de fazer, não quer perder nem mais um minuto e quer ver seu sonho se transformando em realidade o quanto antes. Certo?

Mas esse sonho pode se transformar em pesadelo num piscar de olhos se você escolher um webdesigner que não atenda as suas espectativas.

Como escolher? Como saber quem é o webdesigner correto para te ajudar nessa cruzada?

BLOG_perguntas-importantes-webdesigner.jpg

Na verdade a primeira pergunta é para você mesmo:

1 | O portfolio do webdesigner que estou escolhendo tem o meu estilo? Tem a vibe que estou buscando para meu negócio ou para minha página pessoal?

Pessoas diferentes de cada canto da cidade, estado, país ou mundo têm estilos diferentes. E não tem nada de errado com isso.

O problema aqui é você tentar transformar o estilo de um designer no seu se ele for completamente diferente. Não vai funcionar. Nem para você nem para ele.

Então, quando você for eleger seu webdesigner, tenha certeza de olhar bem o portfolio dele e se perguntar se a imagem da sua empresa ficar com aquele estilo, você ficará feliz ou não.

Muitos designers (eu incluída) selecionam seus melhores trabalhos para expor no portfolio. Então, tenha em mente que os trabalhos que ele mais gostou são os que representam melhor o seu estilo verdadeiro.

Se você amar o que estiver vendo, BINGO! Essa será a pessoa certa para você.

  Portfolio  novo Al Mass Design

Portfolio novo Al Mass Design

2 | Pergunte ao seu designer como é seu processo de trabalho

A resposta dessa pergunta vai te mostrar se você está diante de um novato ou de um profissional com experiência. Designers que estão costumados a desenvolver websites, sabem seus processos  como a palma da sua mão e podem dizê-los sem floreios e explicar tintim por tintim tudo que você precisa saber.

Afinal, eles já passaram por isso várias vezes e apesar de ser um tema pouquíssimo interessante para você, poder ouvir tudo que vai acontecer com seu projeto, irá te dar um pouco mais de certeza que está fazendo a escolha certa.

Além disso, uma pessoa com um pouco mais de experiência vai saber o que está fazendo e vai poder te guiar sobre todo o trajeto, já que esse é um novo território para você, aumentando as chances de tudo sair como esperado, com prazos garantidos e sem surpresas.

3 | Pergunte se ele tem algum cliente anterior que você possa conversar

Depoimentos em site também são um bom termômetro. Sites com trabalhos lindos que não têm nenhum feedback de clientes passados devem levantar uma bandeirinha vermelha.

referencias.jpg

É super comum pedir (e checar) referências quando vamos contratar alguém para trabalhar conosco. Seja em casa, num escritório ou para desenvolver algum projeto. Fique a vontade para pedir. 

4 | Pergunte como será feita a manutenção do seu site depois que estiver no ar.

De novo, aqui não tem certo nem errado nessa resposta. Se você gosta, sabe e tem jeito para manter seu site, uma vez que ele for entregue, pode editar e adicionar informação de maneira simples, por conta própria. Para isso pergunte ao seu webdesigner se o pacote vem com tutoriais, pdfs ou alguma explicação para você ter uma noção básica do que fazer.

Se não quer essa responsabilidade para você, pergunte quanto custa para ele fazer essas alterações de tempos em tempos caso sejam necessárias. Existem muitos webdesigners que não fazem esse tipo de serviço. Isso significa que você terá que arrumar alguém para fazer. Melhor se certificar antes.

5 | Pergunte se o site é responsivo

Mas o que é um site responsivo? O site responsivo é um website que se adequa as telas de desktop, tablets e smartphones. Você não precisa ficar ampliando com seus dedos na tela do celular, por exemplo, para conseguir ler as informações.

O site automaticamente se adequa e transforma textos e fotos num tamanho de leitura que seja confortável, sem esforço, em mídias menores.

 site responsivo para  LN Assessoria Pessoal . 

site responsivo para LN Assessoria Pessoal

Num mundo onde mais da metade dos usuários só vêm tudo na palma da mão, esse item é muito importante para o sucesso do seu site.

6 | E, por último, pergunte quanto tempo irá demorar o processo todo

Isso é muito importante tanto para você quanto para seu designer. Os clientes tendem a acreditar que os webdesigner são mágicos que lêem mentes e vão descobrir tudo sobre seu negócio, desenvolver fotos e criar textos. 

Muita calma nessa hora.

Seu webdesigner vai criar a sua imagem virtual. Vai traduzir em um projeto gráfico o conceito que a sua empresa está buscando para atingir o público certo para você. Para isso você precisa providenciar imagens e textos.

É claro que ele pode te ajudar a encontrar imagens em bancos de imagens (de graça ou pagos), e indicar um fotógrafo ou redator para fazer seus textos (se você preferir), mas esses custos não fazem parte do pacote e são terceirizados. E, mais importante de tudo, seu website não ficará pronto sem eles.

quano-tempo-.jpg

Converse com seu designer para saber o que ele precisa e como precisa. O ideal é ele fazer um briefing com o fotógrafo em questão (caso você vá contratar um) para fazer as fotos certas e você não perder tempo nem dinheiro com imagens que não vão servir.

Depois que você tiver todo o conteúdo na mão, pergunte quanto tempo ele irá demorar para criar seu site. Isso não é do dia para noite (se for, desconfie), mas também não precisa demorar meses para ser concluído. Eu, por exemplo, em 2 semanas entrego tudo pronto. Veja sobre meus prazos e valores aqui.

Inclusive tenho um passo a passo que escrevi há algumas semanas sobre o que você precisa para criar um website que pode te ajudar nessa organização.


Enfim, espero te ajudar a escolher o melhor profissional para você. Qualquer dúvida ou pergunta sobre o site para o seu negócio ou sua página pessoal, entre em contato comigo.

 

10 erros que você não pode cometer no seu blog

A palavra "blogueiro" pode até parecer pejorativa para algumas pessoas, principalmente para quem é de uma geração mais velha. Mas hoje em dia o "ser blogueiro" virou uma fonte de renda (e renda alta) para muitas pessoas. Você pode ser blogueira fitness, de alimentação saudável, de moda, de viagens, de restaurantes, de consultoria and so on.

Qualquer pessoa que queira seguir esse caminho deve se preocupar em não cometer importantes erros muito frequentes que encontramos por aí. Vamos lá?

blog_10-erros-blog.png

1 | Se eu fizer um blog, todos irão ler

Sorry, honey, mas isso não é verdade. Pelo menos não tão fácil assim. É o mesmo que você abrir uma loja, dentro de uma galeria enorme e não colocar letreiro, não enviar emails, não divulgar... Por melhor que seja seu produto, ninguém sabe que ele está ali, então como irão visitar você?

O mesmo vale para seu blog. Ache seus leitores/clientes onde eles estão e mostre seu letreiro! Use os meios de comunicação que estão disponíveis para você (Instagram. Facebook, Twitter, Pinterest, youtube...) e não deixe ninguém de fora. Esse é um dos poucos casos onde o mais é mais.

2 | Não fazer um mailing list desde o primeiro dia

Tudo bem, o seu visitante foi na sua página e adorou seu conteúdo. Como fazer para ele voltar? São tantos blogs, sites, postagens que temos no dia a dia que fica difícil lembrar o conteúdo de quem gostamos para voltar lá de novo.


Se você não se fizer presente, lembrado, querido, desejado, fica difícil ganhar dinheiro.


Eu sei, eu sei, as mídias sociais fazem esse papel. Mas e se o algorítimo do Instagram mudar como mudou o do Facebook? E se aparecer uma nova mídia social transformando tudo que vê pela frente e o Instagram acabar (como foi o caso do Orkut há alguns anos) ? Como dizem os americanos you should not leave all your eggs in just one basket (você não deve deixar todos os seus ovos numa única cesta). Porque se essa cesta cair no chão, você ficará com nada.

Por mais que todos pensem que o email está acabando, ele não está. É extremamente importante começar a fazer o seu mailing list hoje. Você até pode começar a escrever seu blog sobre viagens ou sobre alimentação saudável, mas, e se o seu blog crescer?

E se você resolver criar uma linha de alimentos saudáveis e quiser vender para quem te segue? E se você quiser disponibilizar um curso online? E se quiser divulgar um produto novo para seu público?

Como irá divulgar para seus fieis seguidores de uma maneira direta? 

Já falei aqui que as mídias sociais são para divulgação, não devem ser usadas como única fonte de explicação do seu serviço ou do seu produto. Para isso você deve enviar um email, personalizado para seus público alvo criando uma comunidade fiel e ávida a comprar o que você divulgar.

Lembre-se: o seu mailing list é seu. O mundo pode acabar, o Facebook pode mudar, o Instagram pode implodir e ainda assim você terá acesso aos seus seguidores.

3 | Blogs sem fotos ou com fotos ruins

Peloamor! Não tem nada pior que uma pessoa divulgar um produto feito de maneira amadora (falei sobre isso aqui). Você sempre pode contratar um fotógrafo (pelo menos para as fotos institucionais), ou pagar um membership de alguns bancos de imagem (algo em torno de 25 USD/mês) ou ainda usar bancos de imagem de graça disponíveis na web.

Se você gostou desse último item (de graça), eu separei alguns sites para você conhecer. 

4 | Não usar sua personalidade ao escrever

O que faz você gostar de uma blogueira e não gostar de outra? Estilo? Tom? Conteúdo? Tudo importa. Eu gosto de escrever como falo. Quem me conhece sabe que sou falante e adoro um bom papo (tenho uma certa dificuldade de manter s reuniões via Skype no tempo que eu mesma estipulo).

Gosto de escrever meus posts com o mesmo tom e as mesmas brincadeiras que faço quando falo. Isso torna a leitura um grande bate papo com amigos.


Me sinto super próxima de todos e gosto de pensar que a recíproca é verdadeira. Alguém?


Além do que é muitíssimo mais fácil escrever assim. Demoraria o dobro ou triplo do tempo para escrever algo um pouco mais rebuscado e sério. Não sou assim. E as pessoas percebem que é genuíno o meu jeito de escrever, tendem a se identificar comigo e voltar para mais uma visita (ou será conversa?).

5 |  Usar um design sem qualidade ou com pouca legibilidade

Tudo bem, eu sou super suspeita para falar isso, mas o que leva uma pessoa a escolher fundos estampados ou cores fortes para seu blog. A maioria dos blogs de graça (blogger, por exemplo) vc pode customizar cabeçalho, fundo, fonte, cores etc. Por favor, keep it simple (mantenham simples).

Não tem nada pior que falta de legibilidade e design ruim para um blog ou site. Ainda mais se você tem alguma intensão de ganhar dinheiro com isso. Se a sua imagem é ruim, o que faz você pensar que alguém vai querer comprar algo de você?

Se você está pensando em fazer um blog ou um site profissional para ter rendimentos com ele, eu posso te ajudar.

6 |  Não ter frequência de postagens

Você escreve hoje um post perfeito: fotos lindas, texto brilhante, chamadas para ações etc. Como retorno, recebe vários comentários, emails, likes e você adora. Aí se passam semanas até que você escreva de novo. Depois você viaja e esqueceu de postar outra vez. Quando se preparava para escrever, pega uma gripe e não tem forças para nada. Assim fica difícil conquistar sua comunidade...

É importante ter constância nas suas publicações. É melhor escrever um post ótimo por semana do que qualquer coisa todo dia. Mas você precisa de rítmo.


Seus leitores, uma vez que sejam fidelizados, irão esperar por seus posts. Não os decepcione. 


A maioria das postagens pode ser programada. Isso é, você pode escrever várias matérias e soltar uma por semana, durante uma viagem, por exemplo. O que você não pode é desaparecer.

7 | Não deixar seu conteúdo ser compartilhado

O Squarespace (plataforma que uso para desenvolver sites e blogs) tem um sistema que no final de cada post você pode compartilhar em todas as mídias sociais que quiser. Suas fotos podem ir diretamente para o Pinterest, Linkedin ou Facebook com o seu endereço junto. Enfim, use a tecnologia a seu favor

 No final dos meus posts você sempre pode compartilhar nas suas mídias sociais os conteúdos que achar interessantes,

No final dos meus posts você sempre pode compartilhar nas suas mídias sociais os conteúdos que achar interessantes,

8 | Não ter um bom conteúdo

De nada adianta ter botões de compartilhamento se seu conteúdo não interessa a ninguém.

Uma vez que você se transforme na Gabriela Pugliesi pode escrever sobre o dia que você levou seus cachorros para o veterinário que todos irão querer ler, mas enquanto você não se torna uma digital influencer, melhor escrever sobre temas que interessem a algum público ou sobre assuntos que possam ajudar alguém. 

Não perca seu tempo escrevendo sobre o seu dia no parque, isso pode interessar a sua família e amigos próximos, mas isso não irá fazer de você o próximo Hugo Gloss.


Pense se o assunto que você esta escrevendo pode ajudar ou interessar a alguém.


Podem ser dicas de viagem, por exemplo: 
O que levar na mala quando você for para as Maldivas? (peraí, isso não foi um bom exemplo, você só precisa levar bikine para lá)

Ou, durante uma viagem para o inverno em Moscou, o que pode ser feito?

Ou ainda, alugue um carro e visite uma cidade maravilhosa a meia hora de Paris que ninguém pode perder uma vez que esteja na cidade luz.

9 |  Não engane o seu leitor

Não tem nada que eu odeie mais do que aqueles posts promocionais do Facebook com títulos assim "fulano comprou o livro tal e veja o que aconteceu com seu negócio ". Você abre e acha que o cara ficou rico, prosperou mas quando lê o conteúdo não tem nada a ver com o título. Ou ainda "como ganhar dinheiro trabalhando 2 horas por dia sem fazer força", você abre e tem que comprar um kit escuso com dicas que no futuro irão trazer algum rendimento para você.

Fato é que, se você vai DAR alguma coisa para seu leitor e ANUNCIOU isso no título. Cumpra o que prometeu. Ou você corre o risco de ficar desacreditado junto ao seu mercado.

10 | Não seja perfeccionista

Não, você não leu errado. Perfeccionismo é um defeito, não uma qualidade.

Não vou lançar meu blog agora porque vou fazer fotos mês que vem na minha viagem e não posso começar o blog sem elas. Não vou lançar meu site agora porque só tenho dinheiro para fazer um blog de graça e quero fazer meu site com uma fulana que cobra 20K no projeto. Não vou escrever uma postagem hoje porque pode ser que eu tenha que sair de casa e não quero parar no meio.

Se identificou?

o-bom-eh-inimigo-do-otimo.png

O ideal é você produzir fotos? Por que não começa com fotos de bancos de imagem de graça?

O ideal é você contratar alguém para desenvolver um site? Por que não começa com um blog gratuito?

O ideal é ter um ecommerce com uma loja exclusiva sua? Por que não começa num site pessoal com um link para a sua loja do Etsy ou Elo7.

Enfim, tem tantas maneiras de começar HOJE aquele projeto que está parado porque falta alguma coisa para fazê-lo ficar ideal. O tempo não vai parar esperando você.

Se precisar de ajuda para sair do ponto morto e quiser conversar, entre em contato comigo.